quinta-feira, 22 de março de 2012

Publicação com tema da educação patrimonial é disponibilizada nas escolas brasileiras



O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta terça-feira, 20 de março, o primeiro fascículo sobre Educação Patrimonial no Programa Mais Educação. O material disponível em http://bit.ly/iphamaiseducacao e que também será distribuído às escolas, que optarem pela atividade, é o primeiro do kit que englobará outros dois.

A Educação Patrimonial é o fio condutor de todas as atividades do Programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania, que fundamenta suas ações sobre as bases educativas.

Em 2010, foi iniciada uma parceria entre o MEC e o Instituto do Patrimônio Artístico e Nacional – Iphan, consolidada através da participação do Ministério no II Encontro de Educação Patrimonial, promovido pelo Iphan, em Ouro Preto, no último ano.

A Educação Patrimonial, tema central do congresso, passou então, a integrar o Macro-campo “Cultura e artes” do Programa Mais Educação da secretaria de Educação básica do MEC, e que envolve 30 mil escolas da rede pública de ensino. Esse material lançado diz respeito aos conceitos de Educação Patrimonial e é um meio de apresentar o projeto às escolas interessadas.

A proposta do projeto é realizar, com os alunos das escolas participantes, inventários dos patrimônios dos lugares em que as escolas estão inseridas. A escola que aderir ao projeto de Educação patrimonial receberá recursos técnicos e financeiros para auxiliar no desenvolvimento, registro e apresentação dos trabalhos desenvolvidos, como máquinas fotográficas, gravadores, além de recurso em dinheiro para promover exposições e auxiliar no trabalho de campo.

O Sentidos Urbanos, por acreditar na educação como meio de transformação social e como forma de promoção da preservação e reconhecimento do patrimônio embarcará nessa proposta do Programa Mais Educação, juntamente com as escolas em que atua.
Ocorreu um erro neste gadget