segunda-feira, 30 de março de 2015

Ouro Preto recebe equipe mineira do IPHAN
Superintendente do IPHAN em Minas Gerais e chefes dos escritórios técnicos das cidades mineiras vem à cidade conhecer o Programa Sentidos Urbanos

Na quinta feira, 26, chefes de escritórios técnicos do IPHAN das cidades de Diamantina, Mariana, São João Del Rei, Serro e Tiradentes e a atual superintendente de Minas Gerais, Célia Corsino, vieram conhecer o Programa Sentidos Urbanos. Além do roteiro sensorial, que iniciou-se na Casa da Baronesa, seguiu trajeto até a Igreja São Francisco de Assis e finalizou-se na Praça Tiradentes, foram feitas algumas dinâmicas e vivências sensoriais para aflorar os cinco sentidos e então caminhar em Ouro Preto com uma nova perspectiva.
“Somos muito dependentes dos olhos”, apontou Junno Marins da Matta, representante do IPHAN Diamantina.  Para ele essa proposta do roteiro sensorial se destaca por permitir aos moradores da cidade que conheçam de outra forma o lugar em que vivem e ao mesmo tempo permite uma interlocução histórica.” É uma proposta de sensibilização interessante. As cidades históricas tem um pano de fundo peculiar, como a arquitetura e as paisagens, que despertam em quem faz o roteiro sensações menos abstratas e mais reais”, explica Junno.

Após a experiência prática em que todos os visitantes participaram, a superintendente Celia Corsino se reuniu na Casa da Baronesa/Casa do Patrimônio de Ouro Preto com os demais representantes do IPHAN. Nesta ocasião, Simone Fernandes, coordenadora executiva do Programa Sentidos Urbanos apresentou o programa e as novas ações para 2015.
Casa do Patrimônio/ Ouro Preto  - equipe do IPHAN preparando-se para o roteiro sensorial

Trem cego - uma das atividades do roteiro
O Programa Sentidos Urbanos está de volta
Na terça feira, 24, coordenadores, profissionais e bolsistas do Sentidos Urbanos (SU) se reuniram para recomeçar as atividades do programa. Neste ano, estão envolvidos, IPHAN, FAOP, Secretaria Municipal de Educação e UFOP, com professores e bolsistas dos cursos de artes cênicas, jornalismo e turismo.
A partir de uma primeira vivência dos integrantes em um roteiro sensorial pelo centro de Ouro Preto, novas ações e roteiros estão sendo planejados para serem oferecidos à comunidade ouropretana a partir do mês de maio.
A oferta dessas atividades será divulgada previamente neste blog e na página do facebook. Aguarde!
                                                      Novos olhares sobre Ouro Preto - Adro lateral da igreja São Francisco de Assis

                                                       Integrantes do PSU se reúnem na Casa do Patrimônio/Ouro Preto após roteiro sensorial
Saiba mais:
O Sentidos Urbanos
A “Casa do Patrimônio de Ouro Preto” iniciou suas atividades no ano de 2009, com o objetivo de sensibilizar e despertar nos moradores novos olhares sobre a cidade de Ouro Preto. Atualmente essa iniciativa é uma parceria do Iphan, com a Universidade Federal de Ouro Preto – Departamento de Turismo, Departamento de Artes Cênicas e Departamento Ciências Sociais, Jornalismo e Serviço Social, com Fundação de Arte de Ouro Preto/FAOP e com a Secretaria Municipal de Educação de Ouro Preto /PMOP.

Por meio de uma coordenação conjunta com nossos parceiros, criamos uma proposta de gestão compartilhada na qual a Casa do Patrimônio de Ouro Preto passa a ter o programa “Sentidos urbanos: patrimônio e cidadania” como fio condutor de suas ações, tendo a educação patrimonial como um instrumento para a sensibilização e transformação dos sujeitos nela envolvidos.
Ocorreu um erro neste gadget